quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

A passagem das horas...

Vi todas as coisas, e maravilhei-me de tudo,
Mas tudo ou sobrou ou foi pouco
 – não sei qual – e eu sofri.
Vivi todas as emoções, todos os pensamentos,
todos os gestos,
E fiquei tão triste como se tivesse
querido vivê-los e não conseguisse.
Amei e odiei como toda gente,
Mas para toda a gente isso foi normal e instintivo,
E para mim foi sempre a exceção,
o choque, a válvula, o espasmo“.

Álvaro de Campos.

Um comentário:

  1. Fim de semana


    F im de semana sensacional
    I ntenso calor é fenomenal
    M eu mar faz o diferencial...

    D ádiva de Deus existencial
    E nvolve dentro do essencial

    S emana acabou agora pessoal
    E mbora para o meu manancial
    M as até uma lagoa ornamental
    A fasta o calor e pode ser ideal
    N a natureza encontra-se afinal
    A ajuda capaz para um bom final...


    Poeta Francis Perot

    ResponderExcluir