sábado, 1 de outubro de 2011

O amor nunca será cafona...

"Todos nós já tivemos a chance de amar.
Alguns, uma única vez, mas a maioria de nós teve
várias oportunidades, diversos amores.
Amores curtos, mas inesquecíveis.
Amores que terminaram, mas que geraram filhos.
Amores que naufragaram, mas que nos amadureceram.
Amores duradouros que ainda não acabaram.
Todos eles nos incentivando a continuar a tentar,
porque de amar ninguém desiste.
O desprestígio do amor talvez venha da pressa de viver,
da urgência dos dias, da necessidade de “aproveitarmos” cada instante: é como se o amor fosse um impedimento para o prazer. Francamente, o que se aproveita, de fato, quando não se sente coisa alguma? A resposta é: coisa alguma. Do que se conclui que o amor nunca será cafona, pois nada é mais revolucionário e poderoso do que o que a gente sente. Nada. Nem mesmo o que a gente pensa...”

Martha Medeiros

12 comentários:

  1. Que ninguém desista do amor...
    "Nada é mais poderoso do que o que a gente sente"* * *
    Lindo o que a Martha Medeiros escreve.
    Parabéns por postar.
    bjusss
    Mery*

    ResponderExcluir
  2. Pertinente, a Martha Medeiros, e sem receio de lutar conta a corrente.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito da Martha! Lindo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Martha sempre diva, né, Zélia?

    Concordo plenamente : o que a gente sente é o que comanda tudo, inclusive o que a gente pensa.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Zélia querida, nossaaa que lindo que ta o seu blog, lindo mesmo.
    Tenha uma ótima semaninha, bjão.

    ResponderExcluir
  6. Não sei quem é quem nessa história.Que bom. Assim avaliarei, sem culpa.
    O poema me engordou.
    quando fui lendo me deu uma falta de ar...
    parabéns pelo realismo transmitido pelas palavras.
    À fona do blog parabéns pela excelente escolha do poema. prova que tens bom gosto. Garanto-lhe que estou enfastiado com esse poema.

    ResponderExcluir
  7. Sim, Zélia, a amor nunca será cafona. Cafona é não saber amar...

    ResponderExcluir
  8. Adorei este texto. Vou postá-lo no meu blog, tá? Procure por "Todo homem deve ler", de Arnaldo Jabor. Você vai gostar!

    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde!

    Vim aqui hoje pra dizer que meu blog mudou. Tive que fazer uma outra conta porque a minha antiga deu problemas com invasão de vírus. Aconteceu comigo e vários outros blogs.

    Entao venho te convidar a seguir meu novo cantinho, o www.queiratocaroceu.blogspot.com

    Estarei colocando posts do outro e mais novos também. Fiz também uma página do meu blog no Facebook,caso vocÊ tenha Facebook, você além de seguir meu blog, pode também curtir a página na caixinha do lado direito do blog.

    Bom, é isso. Vou ficar super contente em te ver meu novo cantinho, então, não deixa de passar lá, ta?!

    Beijos e boa semana!

    Luciana Mira

    ResponderExcluir
  10. Atenção!!!

    Olá, Zélia. Está acontecendo um problema em meu blogger. Minhas atualizações não aparecem aos meus amigos seguidores. Portanto, para mantê-la informada preciso do seu e-mail.
    segue: maxwellset@yahoo.es
    Um abraço...

    ResponderExcluir
  11. "...nada é mais revolucionário e poderoso do que o que a gente sente. Nada. Nem mesmo o que a gente pensa...”

    como sempre arrebentando nos posts, eu concordo com kda palavra dita não se pode viver sem amar pq o amor é simplesmente vida...

    bjkssss bom fim de semana

    ResponderExcluir
  12. E o amor é isso mesmo,aquilo que manda em nosso coração e por vezes consegue ser mais forte que a razão,o amor é o que nos faz súditos e reis,o amor é o que é e tem autonomia pra fazer o que quiser!ótima semana pra vc,abraço!=)

    ResponderExcluir